Notícias

notícias

Artigo

Prestação de serviços

Como uma instituição pública pode trocar insatisfação por agilidade?

Uma das soluções é empregar tecnologia para validar, de forma automatizada, documentos dos cidadãos. Isso facilita os processos internos do órgão, dá mais autonomia e segurança ao agente público, agiliza o serviço e gera, assim, satisfação no público atendido
Foto com três pessoas numa fila. Duas delas com expressão de que estão cansadas, chateadas
by Comunicacação Institucional do Serpro — 09 de november de 2018

Imagine a cena: várias pessoas numa fila para entrar numa repartição pública e, dentro do local, mais uma boa quantidade de pessoas esperando para ser atendida. Uma situação chata, não é mesmo? Chata tanto para os cidadãos, que ficam na espera, como para os agentes públicos que os atendem, que ficam sobrecarregados. Claro, com o avanço do governo digital, cenários como o acima têm diminuído. Mas eles ainda existem, uma vez que ainda há muitos brasileiros que não têm acesso fácil à internet ou familiaridade com ela, ou mesmo por que alguns serviços públicos necessitam da etapa presencial.

Porém, se há serviços que ainda precisam ser prestados cara a cara, isso não significa que eles tenham que ser cansativos, para quem é atendido ou para quem atende. Por isso, visualize então uma outra cena: um cidadão chega na recepção de uma instituição pública, onde não há filas, mostra um documento digital e ingressa em poucos segundos. Lá dentro, o agente público pega este documento digital, aponta uma câmera, webcam ou pistola leitora de QR Code e, automaticamente, os dados da pessoa já estão integrados aos sistemas usados na instituição e, assim, o serviço prestado pelo agente ao cidadão flui com velocidade.

Sabia que a cena do parágrafo acima pode ser realidade em qualquer instituição de governo, seja na esfera federal, estadual ou municipal? Com o suporte de QR Code e API (sigla de Application Programming Interfaces - em português, Interfaces de Programação de Aplicaçõe), criadas para ajudar nesta finalidade, é possível que um ente governamental aperfeiçoe seus processos internos e, assim, o agente público atenda a sociedade com muito mais facilidades e eficiência.

Para entender melhor, vamos à parte prática, com potenciais aplicações da dobradinha tecnológica API - QR Code em questão. Vamos supor que uma vara da infância aplique a solução: ao receber um casal interessado em adotar uma criança, bastaria pegar as CNHs dos visitantes, ler o código bidimensional presente nos documentos e fornecer os dados a todos os sistemas internos. Não precisaria mais preencher formulários impressos, digitar informações, o que evitaria erros humanos e agilizaria o processo de adoção. Vamos agora focar em pessoas que têm direito à gratuidade no transporte público, como idosos e pessoas com deficiência: a partir de uma carteirinha com QR Code daria para, dentro do ônibus, identificar a pessoa e liberar o acesso com facilidade - além disso, essa carteirinha não precisaria ser atualizada e reimpressa com tanta frequência, já que os dados dela estariam integrados a um sistema de gestão. Outro exemplo: um fiscal, em uma secretaria de saúde, poderia acessar um sistema e rastrear os remédios (com QR Code na embalagem) enviados aos postos de saúde de um município, ajudando assim a garantir que os medicamentos cheguem aos pacientes sem adulteração, desvios, demora.

Hospitais públicos, universidades, escolas e quaisquer outras instituições de governo podem se beneficiar de uma solução tecnológica como essa. Há 'n' possibilidades de uso", destaca o especialista do Serpro Igor Félix, do Departamento de Gestão do Ciclo de Vida de Produtos em Nuvem e de Informação. "E há nela vários mecanismos de segurança, usados para codificação e decodificação, que são muito importantes para evitar falsificações. Além disso, sabemos que é preciso dar agilidade aos processos internos do governo e ao atendimento aos usuários, disponibilizando e utilizando informações de maneira mais rápida, para dar andamento mais ágil aos processos e serviços. Ou seja, quanto mais rápido se lê, valida e se disponibiliza uma informação, mais ágil fica um processo”, completa Igor, que é gestor da API Vio, a ferramenta desenvolvida pelo Serpro que atende as demandas tema deste texto. A API Vio faz parte do produto Vio, o qual é composto ainda pela funcionalidade de geração de QR Codes Vio e pela aplicação mobile para decodificação e validação de QR Codes Vio.

Adeus à autenticação de cópias

No último mês, foi sancionada a lei que dispensa reconhecimento de firma e autenticação de cópias de documentos, como forma de desburocratizar os serviços públicos. E a API Vio vai ao encontro disso: com a crescente adoção do QR Code Vio nos documentos de identificação dos brasileiros, o órgão de governo que optar por contratar a API vai, inevitavelmente, melhorar o atendimento aos cidadãos, propiciando agilidade na validação da identidade digital e garantindo que o documento apresentado não é fraudado. "Vale reforçar que o uso do Vio vai além da CNH, do DNI, do CRLV. O QR Code Vio serve para qualquer instituição pública que necessite gerar um documento digital de qualquer tipo, algo inclusive que está em voga, ou que deseje associá-lo a seu documento físico, para garantia de autenticidade. O QR Code pode ser atrelado também a carteiras funcionais, de diferentes categorias. Resumindo, serve para diferentes fins e públicos, do setor governamental ou do privado”, reforça Igor.

Por que contratar o Decodificador Vio?

Há duas formas de decodificar o que está contido num QR Code Vio: a primeira é por meio do app Vio, que é gratuito, disponível para celulares e tablets, e que funciona inclusive off-line. O gestor do produto Igor Félix acrescenta que a segunda forma se dá a partir da API Vio (a API de decodificação de QR Codes) que, segundo ele, fornece basicamente o mesmo serviço que é feito por meio do aplicativo móvel, mas agregando um diferencial.

"Uma instituição pública, ou mesmo uma empresa privada, em vez de ter que verificar informações por meio de um telefone, pode querer já armazenar as várias informações em computador. Se tiver a API de decodificação, essa instituição lê o QR Code, por meio de uma pistola laser, por exemplo, já consegue ter os dados, automaticamente, e pode integrá-los aos seus sistemas. E já insere esses dados em seu fluxo de negócio, dando continuidade aos processos com mais segurança, agilidade e garantia de procedência. Essa é a grande vantagem", reforça Igor Félix.

Fluxo API Vioinfo-artigo-vio.png 

A API recém-lançada, em outubro, já tem instituições públicas interessadas. "A Petrobras recebe, em média, 1.500 pessoas por dia, em sua sede no Rio de Janeiro, e muitas delas inclusive já usam documentos digitais como a CNH, que possui QR Code Vio. Eles nos procuraram para saber como agilizar esse fluxo de entrada e saída de pessoas, e falamos sobre o app Vio e a API de decodificação. Eles avaliaram que seria inviável cada recepcionista ter um aparelho para ler o código Vio via app toda vez que alguém chegasse no prédio e, então, eles ficaram muito satisfeitos com a proposição do serviço da API Vio, e já estão estudando uma integração dela com o sistema de controle de acesso deles", cita Daniel Antonelli, gerente de negócio para o Governo Federal, no Serpro. "E para esfera estadual e municipal, a API Vio poderá ser comercializada para órgãos autuadores que necessitam fiscalizar documentos em uma blitz. No credenciamento a acesso a lugares restritos, onde o cidadão poderia apresentar o documento com o QR Code Vio e automaticamente teria seus dados inseridos no sistema de controle e o seu acesso liberado", endossa Anderson Germano, gerente de negócio para Governo Estadual e Municipal, no Serpro. 

Tem interesse em saber mais sobre a API Vio ou mesmo já contratá-la?


A API Vio, para decodificação de QR Codes Vio, está disponível para instituições públicas e privadas. Clique aqui
para saber mais e ver como contratar.

 

A API Vio integra o produto Vio, o qual possui ainda a funcionalidade para geração de QR Codes Vio (disponível para instituições públicas), e o app para decodificação e validação de QR Codes Vio (pode ser baixado por todos os cidadãos e instituições, gratuitamente).

Contato